Saúde mental dos professores: a importância de cuidar do emocional durante a pandemia

Professores da educação infantil ao ensino superior, de instituições públicas e privadas, tiveram que se deparar com uma realidade completamente diferente do que a que estamos acostumados, devido a pandemia do Covid-19. Com o fechamento das escolas, foi necessário criar um plano emergencial para a implementação das aulas à distância.

 

E, sem dúvidas, todas estas mudanças acabam por afetar a saúde mental dos professores, aumentando consideravelmente os níveis de estresse, ansiedade. e exaustão Eles foram obrigados a se adaptar, com extrema rapidez, a nova condições de trabalho, sem mencionar o medo e as preocupações que a pandemia traz por si só. 

 

Nesse momento, é extremamente necessário que seja dada uma atenção redobrada ao estado emocional dos profissionais da educação. As escolas devem cuidar de seus funcionários e pensar em maneiras de criar um ambiente de trabalho acolhedor, mesmo que à distância. 

 

Os desafios são inúmeros, incluindo a falta de recursos, mas a saúde mental não pode ser colocada de lado. Existem algumas medidas que podem te ajudar a cuidar do seu psicológico nesse período, que tal tentar implementá-las no seu dia a dia? 

 

 

  1. Crie uma rotina

 

Quando se está em regime de home office, é comum que muitas vezes seja difícil separar o tempo para o trabalho e para o descanso, o que pode fazer com que você exceda a sua carga horária diariamente. Além disso, o uso de aplicativos como o Whatsapp dá a ideia de que a pessoa está disponível 24h e isso dificulta  relaxamento.

 

É importante conversar com a escola, juntamente com os outros professores, e estabelecer um horário de atendimento, para que não ocorra o envio excessivo de mensagens durante a noite, por exemplo. Isso deve ser repassado aos pais, para que eles respeitem o horário de trabalho dos professores. 

 

Criar horários fixos é um dos passos mais importantes para ter uma rotina durante a pandemia e ajudará a diminuir a ansiedade e a exaustão. 

 

 

  1. Seja gentil consigo mesmo

 

A pandemia exigiu mudanças extremamente repentinas e trouxe uma carga de estresse imensa, não seja tão duro com você, estamos passando por um período difícil, mantenha isso em mente e tente se cobrar menos. O seu corpo precisa de descanso, talvez até um pouco mais do que em tempos normais, preste atenção nos sinais de cansaço.

 

A saúde mental dos professores e de todos nós precisa ser preservada, com você não é diferente. Lembre-se que você está fazendo o possível para oferecer o melhor aos seus alunos, mas que exigir além do seus limites pode prejudicar o seu emocional. 

 

 

  1. Desenvolva um espaço de diálogo com outros professores

 

Certamente, os outros profissionais de educação com quem você trabalha também têm enfrentado desafios parecidos com os seus, para se adaptar às mudanças implementadas, muitos devem compartilhar dos mesmos medos e inseguranças. Criar um espaço para compartilhar as dúvidas e aflições de cada um pode ajudar com que vocês encontrem soluções efetivas e a diminuir o sentimento de solidão.

 

A internet e os grupos no Whatsapp ou Telegram, por exemplo, podem servir como aliados. Mas, é necessário deixar claro que o grupo é um espaço de acolhimento, onde todos podem se expressar, sem julgamentos. Ter uma rede de apoio nesse momento irá fazer muito bem para a saúde mental dos professores.

 

 

  1. Tente não ver notícias o dia inteiro

 

Estar bem informado é importante, porém consumir notícias sobre a pandemia do Covid-19 o dia inteiro não faz bem para a saúde mental dos professores e nem de nenhuma outra pessoa, pois irá te deixar ainda mais ansioso e te impedir de relaxar. 

 

Por isso, a dica é determinar um horário para assistir o noticiário e se monitorar para não ficar nas redes sociais e websites lendo somente sobre esse tema. Aos poucos, você conseguirá criar um equilíbrio. 

 

  1. Faça atividades prazerosas 

 

Nós entendemos que a mudança das aulas presenciais para as aulas online trouxe uma imensa sobrecarga no seu dia a dia, mas, ainda assim é primordial tirar um tempo, por menor que seja, para fazer algo que te traga prazer. 

 

Você é a melhor pessoa para dizer qual atividade irá te ajudar a dar vazão ao estresse nesse momento, pode ser praticar yoga ou assistir um filme, por exemplo. Descubra o que te faz bem e tente inserir na sua rotina, mas sem cobranças, isso fará uma grande diferença na sua saúde mental.

 

O que você achou desse post? Compartilhe-o nas suas redes sociais e lembre seus colegas sobre a importância de falar sobre a saúde mental dos professores e valorizá-la. 

 

06
qualicorp
01
02
05